Mancias


Olá Viajante! Recentemente um comentário do amigo Rogério Novo: 
“Apenas um adendo, se me permite, para os que não estão muito familiarizados com a Língua Mãe: DIVINAÇÃO é sinônimo de ADIVINHAÇÃO. Muitos dos que pretendem auferir significado suntuoso à palavra DIVINAÇÃO, desconhecem que o ato de se querer tornar algo DIVINO é "DIVINIZAÇÃO". 

Serviu-me para fazer uma breve pesquisa sobre origem e significado de algumas palavras e termos que usamos no jargão taromântico. Grosso modo, dizemos adivinhação, divinação, mancia, sortilégio, oráculo, para o ato de prever acontecimentos ligados a linha do tempo cronológico. Definições pertinentes, retiradas do Dicionário Aurélio:

Adivinhação: [De adivinhar + -ção.] (Antropologia) Interpretação de eventos passados, presentes ou futuros, segundo um conjunto culturalmente codificado de meios e técnicas postos em operação pelo adivinho.

Divinação: [Do lat. divinatione < lat. divinare.] Arte de adivinhar.

Mancia: [Do gr. -manteía, as < gr. manteía, as.] Elemento de composição. adivinhação?, ?predição?: actinomancia, cartomancia. Sufixo indicando que a palavra é um domínio de um método de adivinhação do futuro.

Oráculo: [Do lat. oraculu.] Resposta de um deus a quem o consultava. Divindade que responde a consultas e orienta o crente. Pessoa cuja palavra ou conselho tem muito peso ou inspira absoluta confiança.

Sortilégio: [Do lat. med. sortilegiu?, escolha de sortes?, ou seja, de objetos destinados a predizer o futuro.] Sedução ou fascinação exercida por dotes naturais ou por artifícios.

No caso do Tarô, o dizemos por ferramenta oracular. Seja como metáfora ou analogia poética. Sabe o Viajante que me lê agora quantos tipos de ferramentas oraculares permeiam, ou já permearam a humanidade? Vou citar algumas, gentilmente “Ctrl+Cezadas e Ctrl+Vezadas” da Wikipédia-Pt:

Métodos comuns:


Astrologia: pelos corpos celestes.
Augúrio: pelo vôo dos pássaros.
Bibliomancia: por livros. (textos religiosos e profanos)
Bola de cristal: (?) 
Cartomancia: por cartas. (baralhos)
Cronomancia: sobre tempo, dia propício/dia não propício.
Cybermancia: por computadores.
Extispicy: pelas entranhas dos animais.
Feng Shui: pela harmonia da terra.
Gastromancia: por ventríloquia.  
Hidromancia: por água.
IChing: adivinhação pelo I Ching, uma forma de bibliomancia.
Necromancia: mortos recentes, ou espíritos/almas dos mortos.
Numerologia: pelos números.
Oniromancia: por sonhos. (José do Egito era o Cara!)
Onomancia: por nomes.
Ouija: tabuleiro ou tábua de adivinhação.
Piromancia: por fogo.
Quiromancia: pela palma da mão.
Rabdomancia: adivinhação com bastões.
Rúnico mágica / Adivinhação rúnica: por runas.
Taromancia: forma de cartomancia usando cartas de "tarot".

Caso deseje curiar outras, confira em: Wikipédia/Mancias.

O que pesa contra os adivinhos? Os mais conhecidos são as formatações de cunho religioso-ideológico ou de fundo dogmático-doutrinário, que tem como base as passagens bíblicas, por exemplo. Há intolerância, preconceito e principalmente ignorância sobre o assunto. Cismam em falar sobre algo que desconhecem.


Creio que deveria ser como as amizades e o casamento: conviver com respeito às diferenças do livre pensar e ser, sem indiferenças no trato. Afinal esoterismo não é religião. Assim como ser espiritualizado ou esotérico não dá o direito de se estabelecer acima dos “normais”. Não existem seres melhores ou piores, apenas manifestações em degraus de evolução que lhes competem.

Paralelamente concorrem os embusteiros e aproveitadores de toda ordem e monta: os Ambrósios da vida. Alguns pensam que a melhor defesa é o ataque, não vejo assim. Aquilo que é como tudo o que não é, não necessita defesa. É a verdade que liberta e certamente te livra de confusões. Mas muitos temem assumir sua verdade, ou aquilo que tomam para si como sendo verdade. 

Minha sábia mãezinha me ensinou como não brigar (apanhar) na escola:
Meu “fio” se falarem que sua mãe é isto ou aquilo, algo que ela não é, deixe falarem, isso não muda as coisas... agora se ela é o que estão dizendo, para que se envergonhar, se é verdade? Não se envergonhe de ser quem você é... muito menos daquilo que não for (!) Língua não tem osso, não cria calo...

Resumo da ópera, nunca briguei na rua! Gosto dos clichês de fundo bíblico, chavões e frases feitas da sabedoria popular: “Não julgue para não ser julgado” – E a patuléia condena mesmo sem avaliar, aquilo que não conhecem. Medo? Ou ignorância?

Autoconhecimento é a única evolução.”- Nei Naiff

Para mim ainda é a única saída!

Comentários

  1. Olá!

    Arierom,

    excelente texto! Em momento propício!! Será ótimo que outras pessoas tenham acesso e leiam-o!

    Parabéns!
    Abraços.
    Raquel.

    ResponderExcluir
  2. @Raquel,

    obrigado! Eu também conto com isto, e a pretensão é causar reflexões em quem ler convergindo ou não com o proposto, como cada comentário me ajuda a repensar posições.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Arierom, sempre referência, sempre precioso!
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  4. Emanuel,
    gratidão pelo prestígio constante! Outro abraço :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Viajante,

sugestões e críticas são bem-vindas.
Concorde ou discorde, jamais ofenda.
Leia antes nossa Política de Comentários.

Não realizamos: interpretações de jogos, combinações de cartas e atendimentos.

Deixe registrado aqui o seu melhor!

Ahlan wa Sahlan!!