Rainhas: caminho do objetivo

Chess: The Queen by Libfly

Viajante, dando continuidade as Figuras da Corte, falarei um pouco das experientes, poderosas, preservadoras e matriarcais Rainhas ou Damas dos Arcanos Menores. Nos Tarôs tradicionais temos no conjunto desta soberana, uma mulher que simbolicamente alude à força passiva, sentada em um trono representando poder pessoal. Vestida com roupas suntuosas, usando uma coroa onde se traduz sua autoridade, comando e controle. Em cada Naipe teremos o adereço que identificará seu plano de correspondência: Moedas - Ouros, Gládios - Espadas, Taças – Copas, Bastões – Paus.

Com as Rainhas encontramos algo além das aspirações e vontades (Pajens e Cavaleiros), a maturidade de nossas metas. Busca-se preservar ideais e direções, pois se deseja a certeza de poder atingir qualquer objetivo, sabendo comandar e ser comandado – eis sua fonte de poder - usar de sua experiência de vida, estando "par e passo" em comando sutil de sua contraparte, o Rei:  "A mulher é poderosa, com uma mão ela balança o berço e com a outra ela balança o mundo!" (ditado árabe).

Rainhas ou Damas

Como venho expondo sobre as Figuras da Corte, as Rainhas igualmente serão ou situações ou pessoas, jamais ambas durante uma leitura. A didática que aprendi e utilizo são quase similares às descritas para Pajens e Cavaleiros: Serão pessoas sempre que acompanhadas de Imperatriz e Justiça. Quando aparecerem com a Imperatriz à influência será familiar. Quando surgem com a Justiça, a influência é do ambiente social. Nos demais casos, as Figuras da Corte com outras combinações reportarão situações.

Vale reforçar aqui que me reporto à técnica de tiragem dita Européia, ou  Tarô completo: um Arcano Maior com um Arcano Menor simultaneamente. Vamos a  receita: quando tivermos Rainha com o Imperador, teremos situação e com a Imperatriz pessoa mais velha e do sexo feminino do orbe familiar. E com Papa também teremos uma situação e se for com a Justiça,  uma pessoa do sexo feminino, mais velha que o consulente e do orbe social.

Lembrando que quando for pessoa no jogo, puxar outro Arcano Menor para analisar o que a tal pessoa está  fazendo no contexto da situação, momento ou questão. Para fechar, o resumo das  personalidades das Rainhas:

Ouros: Objetiva, Generosa, Prática e Possessiva;
Espadas: Racional, Intolerante, Egoísta e Ambiciosa;
Copas: Afetuosa, Dedicada, Misteriosa e Dissimulada;
Paus: Gentil, Encantadora, Virtuosa e Habilidosa.

Por volta do meu segundo mês de jornada com o Tarô, recebi uma dica de uma colega de curso: observar relaxadamente os Arcanos Maiores e Menores e deixar minha alma escolher um de cada. E após cada atendimento, guardar estas lâminas à frente das demais. Elas seriam minhas lâminas de meditação e “âncora” para minha intuição. Passei largo tempo analisando cada lâmina no meu primeiro conjunto de Tarô - o Renaissance (Brian Williams) - para enfim escolher a Estrela e a Rainha de Paus (ou fui escolhido?). Hoje entendo que esta dica está intimamente ligada à percepção, estímulo e reação.

Estrela & Rainha de Paus

Até hoje, Viajante, quando termino um atendimento e junto às 78 lâminas para guardar, coloco a Estrela à frente dos Arcanos Maiores e a Rainha de Paus à frente dos Arcanos Menores. A cada leitura que volto a fazer, ao separar Maiores dos Menores, antes de embaralhar, eu seguro ambas por alguns instantes buscando apenas contemplação e relaxamento. Um ritual pessoal de conexão com o Universo, o Tarô e a minha alma.

Uma dica dos livros de @NeiNaiff (sincronicidade?), aconselha termos uma carta para guardar os Arcanos, o Herege até hoje usa duas. Para esta segunda-feira que é o arauto de um início de semana com feriado prolongado: Harmonia da Estrela e Virtude da Rainha de Paus para você!

Imagens: The Queen by  Libfly | Rainhas: Tarot Classic Marseilles Style – Reprodução colorida do séc. XVIII de Claude Burdel, republicado por US Games | Estrela e Rainha De Paus: Renaissance Tarot Deck de  Brian Williams – US Games | Pesquisa: Estudos Completos do Tarô - Volumes I e II de @NeiNaiff - Editora Elevação.

Comentários

  1. Belo texto, realmente a mulher tem poder, afinal, balançar o mundo é o bebe que vivera nele, tem que ser alguem de porte, charme e coroa.Abraços amigo!

    ResponderExcluir
  2. @Senhordavida,

    obrigado! Se há tradição no Tarô, a meu ver, é graças a mulher!
    Se um homem pode ser algo, com uma mulher ao seu lado, poderá ser muito mais! Seja ela mãe, esposa, irmã, amiga...

    Forte abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Viajante,

sugestões e críticas são bem-vindas.
Concorde ou discorde, jamais ofenda.
Leia antes nossa Política de Comentários.


Deixe registrado aqui o seu melhor!

Ahlan wa Sahlan!!