Como veem o Tarô

4990olho

Viajante, você, provavelmente como eu, está bem familiarizado com o olhar sobre o Tarô, suas finalidades de aplicações, conceitos e etc. Agora, como o mundo vê o Tarô e o esoterismo? A ciência, a religião e a sociedade em geral têm seus pontos de vista. Atualmente, temos muitos saberes científicos originários de antigas práticas de xamanismo ou ocultismo, por exemplo.

Por curiosidade e necessidade, o homem se direcionou a buscar respostas no invisível, ou através de alguém que fosse guardião de muitas práticas já esquecidas nas noites dos tempos. Da Astrologia chegou-se à Astronomia; da Alquimia à Química; e dos mitos de Dédalo e suas asas para Ícaro, o homem sonhou até concretizar o avião.

A sabedoria oculta afirma que o homem não cria nada, apenas retira das coisas que já são, ocultas na natureza. O fogo provavelmente foi a descoberta que mais evolução trouxe à civilização; em contraparte, também trouxe as guerras. O que era uma ferramenta para expulsar maus espíritos nas festas chegou à pólvora dos mosquetes, balas, bombas...

Do conhecimento atávico da cura pelas ervas, minerais e animais, temos dezenas de indústrias paralelas atualmente e outras dezenas de carreiras acadêmicas, com várias especialidades. Enfim, temos a ciência, marco definitivo de civilização, desde bem antes da era do Iluminismo.

As religiões resguardaram, por séculos, muito do que hoje se entende por místico e oculto. A Igreja Católica, por exemplo, tem rituais pautados em segredos salvaguardados por seus dogmas. Quer algo mais palpável? Simples, os Santos Óleos que são preparados na quinta-feira santa, para serem usados em alguns rituais, ainda são baseados por processos alquímicos.

Deixem as criancas

“Ensine ambas as teorias… deixe as crianças decidirem…” Imagem >>

Em geral algumas religiões tradicionais não aceitam os adivinhos, mas possuem seus profetas vivos e mortos. A ciência rotula a Astrologia e o Tarô como pseudociências, mas veneram a vaca sagrada do intelecto nos laboratórios (templos?) de pesquisa. O povo em geral, graças ao jornalismo sensacionalista e oportunista, ávido por audiência, não pensa duas vezes quando joga na vala comum dos facínoras, os religiosos e esotéricos, generalizando todos por embusteiros.

O alcance que observo do Tarô na mídia são as velhas programações de fim e de começo de ano, especulando a vida de famosos. Seria muito louvável, ou de se admirar, uma reportagem de quatro ou cinco minutos num programa de respeito, reportando o trabalho sério e comprometido de Tarólogos e Astrólogos, por exemplo.

Viverei para ver este dia? Talvez... quando meu espírito, nalgum tempo, voltando à forma, possa presenciar tais fatos. Talvez ver que já não lançam mais olhares tortos e palavras discriminatórias como subterfúgios para preencherem a carga horária de suas programações, de tão sofrível audiência e credibilidade.


Comentários

  1. Orá Arierom, tudo bem?
    Olha em primeiro lugar quero pôr-te a par das novidades. As tuas previsões acerca do emprego que buscava estão dando muito certo. Há pouco tempo estive a falar com a futura patroa e está tudo encaminhado. Ao mesmo tempo falaste-me de outras oportunidades e adivinha só, elas apareceram de facto. Bom, quero expressar-te publicamente a minha gratidão por toda a ajuda. Do fundo do coração, muito, muito, muito obrigada.
    Depois queria parabenizar-te por este lindo artigo. Está muito completo e de facto, tem sido assim a evolução da humanidade em relação a esta nossa arte. Nem sempre vista com bons olhos por todos, a verdade é que pelo menos 90% das pessoas busca este tipo de ajuda pelo menos uma vez na vida. Não acreditando, não acreditando e no fim, todos precisam. A ciência só encontrará todas as respostas que procura quando aceitar que não estamos sozinhos no universo e quando perceber o 'dinamismo do além', e isto já um grande génio da humanidade dizia.

    Bom Ari, tudo de bom e que Deus e a luz estejam sempre no seu caminho. Um grande beijo e muito amor, eu vou mantendo o contacto.

    D, a tua amiga de Portugal :)

    ResponderExcluir
  2. Amigo, a cada post mandando muito bem. Me lembrou de um programa que eu curto muito, que um dia levou um Pai de Santo, a forma com que foi abordada o assunto me decepcionou.
    Assim é com nossa classe,são poucas pessoas que você diz, minha profissão é Tarologo,que não entortam o olho.
    Mas também tenho a mesma crença que você, a mesma Estrela da Esperança de que sejamos reconhecidos a altura.Boa semana!

    ResponderExcluir
  3. Maria, fico contente que as coisas estão caminhando bem. Obrigado pelo depoimento e comentário.

    Senhor da Vida, creio que o Tarô terá o respeito devido e somos nós Tarólogos, que precisamos dar dignidade à prática.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Viajante,

sugestões e críticas são bem-vindas.
Concorde ou discorde, jamais ofenda.
Leia antes nossa Política de Comentários.


Deixe registrado aqui o seu melhor!

Ahlan wa Sahlan!!