Os naipes e os planos da vida

naipes do baralho

Viajante, hoje descreveremos um pouco sobre os naipes e suas relações com os planos da vida, na tiragem europeia. Para tanto, vamos, primeiramente, entender a relação naipe vs. planos da vida:

O naipe de Ouros é relacionado ao plano material da vida, ao "ter", ao aprendizado de adquirir. Já o naipe de Espadas é relacionado ao plano mental, nossas ideias de "ser", como nos expressamos. O naipe de Copas é relacionado aos nossos sentimentos, à parte sutil das nossas emoções, seu atributo é o verbo "estar". Por último, o naipe de Paus é relacionado ao plano espiritual e tem como atributo o verbo "ficar", relata nosso amadurecimento, aprendizado, nossa evolução pessoal reporta o quanto estamos condescendentes na vida. Assim, temos quatro degraus de evolução: ter, ser, estar e ficar.

Uma questão tendo o naipe diretamente relacionado com o plano analisado funciona como uma simbiose, pois sua afinidade se torna mais clara por excelência. Um exemplo seria, numa questão material, termos o Arcano Maior com uma carta de Ouros. O número ou a corte me apontariam o estágio “bom” ou “mau” daquele momento. Agora, e se for outro naipe que aparecer nesta mesma questão? A seguir, uma forma didática que utilizo para as combinações de plano da questão mais um naipe que não está no cerne deste plano:

Ouros

Naipe de Ouros - no plano mental de uma questão, temos uma ideia prática e limitada pela visão pessoal. No plano sentimental de uma questão, há uma emoção clara e centrada, e igualmente para as questões espirituais. Com este naipe temos tudo o que é palpável, real e claro. É o ter ou não ter. Não há qualidades sentimentais nem o que se pensar. O que dará a tônica de “bom” ou “ruim”, serão os atributos da numeração/corte. Esse detalhe é válido para todos demais naipes a seguir. Sem esquecer o óbvio, a qualidades do Arcano Maior que o acompanhar!

Espadas

Naipe de Espadas - no plano material de uma questão, temos muita determinação pessoal e luta para realizar. No plano sentimental, identificamos uma emoção racional e egoísta e no espiritual de início, a falta de compreensão dos limites pessoais. Este naipe é isento de compaixão, perdão, paz e equilíbrio; é egocêntrico, obsessivo e contumaz; o famoso “ou vai ou racha, mas do meu jeito!”.

Copas

Naipe de Copas - no plano material de uma questão, aponta que há muito sonho, sem qualidades racionais e com promessas a serem cumpridas. É tudo pela visão momentânea do consulente. Copas, no plano mental, aponta haver uma imaginação devaneada e excessiva; e no plano espiritual demonstra que se está na busca da espiritualidade, inicialmente. Com este naipe tudo é muito emocional e pessoal: desejo, imaginação, paixão, sonho e ilusão, mas pouco é o discernimento e o juízo.

Paus

Naipe de Paus - no plano material, aponta que há muita verdade e luta para a realização, porém partimos do princípio de uma realização. Paus, no plano mental, aponta existir ampla compreensão dos limites pessoais; e para o plano sentimental, representa emoções equilibradas. Analisando este naipe, temos que tudo nele é harmônico e equilibrado. A verdade, a honra e a evolução dão sua tônica perante os desafios, conquistas e resultados.

Em minhas práticas, observo o número de vezes que determinado naipe se repete no atendimento. Tomando por base que foram cartas “fáceis e harmônicas”, arremato frisando que o plano onde há mais fluidez naquela fase é justamente o plano desse naipe repetido, mas que a pessoa não descuide só por estar tendo facilidades. Se de alguma maneira as quantidades são equilibradas, é prenúncio de período harmônico e fluidez na vida.

Inversamente, ou seja, num jogo delicado com naipes “desafiadores e difíceis”, reforço que naquele plano da vida a pessoa precisa se aplicar mais, superando limites ou limitações impostas pelo universo e assim, arremato o atendimento com algum conselho referente. Quando os naipes estão bem distribuídos, recomendo atenção para os quatro planos da vida por igual.

Outro detalhe, este mesmo número maior de naipes repetidos me aponta um pouco da personalidade do consulente no momento: se está mais materialista, racional, emocional ou espiritualizado. Podemos sempre contar com os naipes para traçar muitos paralelos interessantes, facilitando o atendimento e o momento de quem nos procura.


Comentários

  1. Excelente postagem , como sempre você arremata o assunto de forma nobre, como um verdadeiro Lord.Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Senhor de Vida,

    obrigado My Lord! Uma excelente sexta-feira para você!

    ResponderExcluir
  3. Esse aspecto da repetição de naipes é muito verídico, ele sinaliza sempre sobre a qual eixo o consulente se aferra no momento...


    Besos!

    ResponderExcluir
  4. Luciana,

    muita coisa podemos observar nas tiragens com os naipes que se repetem. A ausência de alguns também me chamam a atenção.

    Boa sexta-feira!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Viajante,

sugestões e críticas são bem-vindas.
Concorde ou discorde, jamais ofenda.
Leia antes nossa Política de Comentários.

Não realizamos: interpretações de jogos, combinações de cartas e atendimentos.

Deixe registrado aqui o seu melhor!

Ahlan wa Sahlan!!